Moldagem por sopro no processamento de plásticos

Moldagem por sopro

Para corpos ocos como latas ou garrafas. Quer se trate de moldagem por sopro e extrusão ou do processo de sopro com estiramento e injeção, a motan oferece sistemas de transporte, dosagem e mistura fiáveis para o seu caso de aplicação.

Os processos de moldagem por sopro são utilizados para produzir corpos ocos a partir de termoplásticos, como por exemplo, latas, barris, tanques ou garrafas. Consoante o processo, é produzido um pré-formado moldado por injeção (pré-forma) ou uma mangueira extrudida e em linha é soprada em um segundo passo de processamento em uma ferramenta formadora do contorno do produto-. Este é ejetado depois de ter arrefecido e endurecido.

A moldagem por sopro designa os métodos comuns para a produção de corpos ocos a partir de termoplásticos. O processo é sempre de estágios múltiplos e tanto pode ser contínuo como descontínuo. De uma forma geral é feita a distinção entre sopro com estiramento e injeção e moldagem por sopro e extrusão. Nos dois processos, a massa de moldagem plástica, como material de base, é plastificada e homogeneizada em um cilindro através de um sem-fim. O procedimento seguinte depende do tipo de processo selecionado: no sopro com estiramento e injeção, tal como na moldagem por injeção, são produzidos um ou vários pré-formados em uma primeira ferramenta e depois, em um estado estável a nível de contorno mas ainda quente, são transferidos automaticamente para uma segunda ferramenta para o processo de sopro. Na moldagem de sopro e extrusão, tal como numa extrusão de perfil, uma ou várias seções de mangueira são extrudidas suspensas em paralelo e ainda quentes e colocadas em cavidades de moldagem de uma ferramenta de sopro.

As cavidades de moldagem na ferramenta de sopro correspondem aos contornos finais das peças a produzir. Mediante a fornecimento de ar comprimido através de um ou vários mandris de sopro, os pré-formados ou seções de mangueira são então soprados adotando o contorno final predefinido. Após o arrefecimento, as peças moldadas são ejetadas da moldagem por sopro. Os restos salientes (partículas) que se formam na moldagem por sopro e extrusão são eliminados automaticamente ou retirados posteriormente de forma manual. Por norma, no sopro com estiramento e injeção não é necessário realizar qualquer trabalho suplementar.

É possível a utilização versátil dos mais distintos plásticos.

Os materiais a utilizar são sobretudo polímeros termoplásticos granulados e compostos, materiais reciclados e aditivos.

Através do processo de moldagem por sopro são produzidos corpos ocos em grandes quantidades, principalmente recipientes, latas, barris, tanques ou também garrafas e cadinhos embalados.

Quer se trate de um sistema de transporte central ou de aparelhos individuais nas áreas da dosagem e mistura – a motan disponibiliza ambos para as suas instalações.

Na motan-colortronic fornecemos sistemas centrais complexos ou aparelhos individuais nas áreas de transporte, dosagem e mistura ou secagem.

Objetivo Transformação de plásticos em corpos ocos
Processo Descontínuo ou contínuo, de estágios múltiplos
Materiais de base Polímeros termoplásticos granulados e compostos, materiais reciclados e aditivos
Produto final Peças terminadas: corpos ocos como recipientes, latas, barris, tanques ou também garrafas e cadinhos.
Moldagem por sopro na motan-colortronic Técnica volumétrica de dosagem e mistura (SPECTROCOLOR V), dosagens para aumento de peso (GRAVICOLOR, ULTRABLEND), transporte por aspiração pneumático para material de plástico a granel, eventualmente técnica de secagem e cristalização