Moldagem por sopro

Para garrafas e recipientes. Sistemas fiáveis de transporte, dosagem e mistura para séries de produção de garrafas e outros recipientes em quantidades elevadas.

Descrição do processo

A moldagem por sopro tanto pode ser contínua como descontínua. Em ambos os casos trata-se de um processo de fabrico de estágios múltiplos, com o qual se produzem corpos ocos de parede fina em material termoplástico.

Produtos finais habituais

Produtos para o consumidor final em grandes quantidades, p. ex., garrafas e recipientes. Com o processo de moldagem por sopro são produzidas peças pré-fabricadas. O produto final não é um granulado e, por conseguinte, não é produzido em lotes, ou seja, em unidades de peso.

Processos

Os dois principais tipos de processo são a moldagem por extrusão e a moldagem por injeção. Os materiais de base são doseados para um cilindro aquecido, misturados homogeneamente através de um sem-fim e, de seguida, transferidos para uma chamada mangueira de sopro por meio de extrusão ou injeção. Esta, por sua vez, é seguidamente retida com uma cavidade na qual a pré-forma é enchida com ar. Nessa ocasião, a mangueira de sopro assume a forma da face interior da cavidade. Quando o plástico derretido tiver arrefecido e endurecido, a cavidade de moldagem por sopro abre-se e a peça pré-fabricada é ejetada.

Materiais habituais

Por norma, são utilizados polímeros crus termoplásticos granulados e compostos. Para além disso, também são utilizados materiais reciclados e aditivos.

Descrição do sistema/equipamento motan

Sistemas centrais ou aparelhos individuais fiáveis das áreas da secagem, bombeamento, dosagem e mistura para as séries de produção em grandes quantidades de garrafas e outros recipientes.

Agregados habituais da área da mistura e dosagem

Dosagens para aumento de peso (GRAVICOLOR, ULTRABLEND).