Alocação de materiais codificada com a tecnologia RFID

METROCONNECT U/C – novo sistema de acoplamento da motan-colortronic

27/10/2016

Com o novo sistema de acoplamento METROCONNECT U/C, a motan-colortronic apresenta uma estação de acoplamento manual de alto valor para funcionamento a vácuo, opcionalmente em uma versão não codificada (METROCONNECT U) ou como versão codificada (METROCONNECT C) da tecnologia RFID.
O destaque: a versão não codificada pode ser convertida posteriormente, a qualquer momento, a uma versão codificada. Além disso, também os sistemas de acoplamento mais antigos podem ser expandidos independentemente do fabricante com o METROCONNECT C. Além da proteção contra erros de acoplamento, estações de acoplamento codificadas são frequentemente necessárias quando é necessário fornecer comprovantes de rastreamento, validação ou certificação dos materiais.

No caso de sistemas de transporte relacionados à máquina, uma linha de transporte é atribuída a cada máquina de processamento. A conexão dos tubos às diversas fontes de material se dá através de estações de acoplamento, as quais possibilitam uma troca de material fácil e flexível. Contudo, a reconexão manual de acoplamentos não codificados é uma fonte latente de erros, com consequências caras caso o material errado seja levado à máquina.

Como o novo sistema de acoplamento METROCONNECT U/C, a montan-colortronic oferece agora aos processadores um conceito flexível. No modelo padrão não codificado, os tubos de conexão, assim como os suportes robustos de acoplamento, são rotulados de maneira visível na mesa de acoplamento. A tampa dos acoplamentos abre-se com a força das molas, e os ganchos de fecho são, do mesmo modo, liberados por mola, o que facilita o manuseio.

Como versão codificada METROCONNECT, o sistema de acoplamento é equipado com a tecnologia RFID. RFID é a sigla para Radio Frequency Identification, um procedimento de identificação sem contato. Os sistemas RFID consistem em uma memória para o armazenamento de dados (também denominada Transponder ou "Tag"), bem como em um leitor/gravador (sensor). Os sistemas trabalham com ondas eletromagnéticas fracas que irradiam do leitor. Tão logo o Transponder se encontra na área de recepção do leitor, inicia-se uma comunicação bilateral.

Para o sistema de acoplamento codificado METROCONNECT C, a motan-colortronic equipa os acoplamentos para mangueira com uma alça que gira livremente, à qual se integra um Tag. Também as tampas dos suportes de acoplamento são respectivamente equipadas com um Tag. Os sensores de leitura e gravação são embutidos à carcaça dos suportes de acoplamento. A alça que gira livremente dos acoplamentos para mangueira tem a vantagem de que o Transponder se alinha corretamente em relação ao sensor, sem que se torça a mangueira de material para fazê-lo. Nos suportes de acoplamento encontra-se uma tampa removível. Por trás dessa oculta-se um LED, o qual sinaliza o comissionamento ou a transmissão de dados durante a realização dos trabalhos.

O sistema de acoplamento será controlado, monitorado e configurado com o controle METROCONNECTnet. Ele poderá se associado pela Ethernet ao controle do transportador METROnet, bem como a uma visualização. Com o controle METROCONNECTnet, podem ser configuradas até oito linhas de sopradores (circuitos de vácuo). A cada linha de sopradores podem ser conectados até 96 consumidores e fontes de materiais, bem como um máximo de 125 engates de acoplamento. Caso seja necessário, é possível uma extensão para que se chegue a até 250 engates de acoplamento.

O conceito de serviço, em grande medida autoexplicativo, fornece amplas possibilidades de monitoramento e de diagnóstico. Através de uma verificação de estado, o estado de funcionamento pode ser exibido para cada saída de material. Também a nova configuração dos sensores e do Transponder se dá com o controle METROCONNECTnet.

A motan fornece o sistema de acoplamento METROCONNECT C, caso seja solicitado, totalmente configurado a partir da fábrica. A propósito, o sistema de acoplamento é interessante também para processadores os quais desejem converter as mesas de acoplamento já existentes no decorrer da execução de medidas de reequipagem: o sistema de acoplamento METROCONNECT C pode ser adaptado também a sistemas de acoplamento mais antigos independentemente do fabricante.
Em comparação com os sistemas clássicos, como código de barras ou marcação por laser, a tecnologia RFID fornece vantagens essenciais. Com ela, os dados do Transponder podem ser lidos e gravados também sem contato direto com a cabeça leitora/de gravação. Além disso, a tecnologia promove a segurança da produção por reduzir erros operacionais decorrentes de conexões erradas entre fontes e destinos.